Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pisca



Terça-feira, 23.03.04

Poema Azul

Este poema é azul,

Azul, azul como um lago

E azul também como o céu

Flor de raízes azuis

Aberta em música azul

Este poema é azul,

Azul, azul – porque é teu!

António de Sousa Freitas

Prémio Antero de Quental - 1950

Acho este poema muito bonito. Foi o bisavô do Joãozinho que escreveu e que dedicou a uma filha. Por achá-lo tão simples e bonito, dedico-o também ao meu filho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pisca às 23:03


4 comentários

De GuTeK FiUtEk a 14.04.2006 às 10:46

http://www.sexo-tazmania.eroticocams.net <> http://www.abuela-francia-esperma.eroticocams.net <> http://www.paris-hilton-tape.eroticocams.net <> http://www.orgias-jovenes-gif.eroticocams.net <> http://www.hardcore-czat-kamerki.ql.sanok.pl <> http://www.hentai-czat-kamerki.ql.sanok.pl <> http://www.kamery-czat-kamerki.ql.sanok.pl <> http://www.kapiel-czat-kamerki.ql.sanok.pl <> http://www.rysunki-girlsex.syk.warmia.pl <> http://www.sekretarki-girlsex.syk.warmia.pl <> http://www.sex-girlsex.syk.warmia.pl <> http://www.sexy-girlsex.syk.warmia.pl <> http://www.naga-suka.chetneamatorki.com <> http://www.naga-uczennica.chetneamatorki.com <> http://www.naga-xxx.chetneamatorki.com <> http://www.nagi-bit.chetneamatorki.com <> http://www.nagie-darmowe.goracenastolatki.com <> http://www.nagie-dupcie.goracenastolatki.com <> http://www.nagie-dupcie-nastolatek.goracenastolatki.com <> http://www.nagie-dupeczki.goracenastolatki.com <>

De Joana Sousa Freitas a 19.11.2004 às 22:42

A morte do nosso Avô:
Avô.... Meu Avô... Que amargura me ficou nos olhos, no dia que te senti partir.... Partiste sem uma palavra, deixando apenas o rasto da saudade que a infância me ficou.. Os teus gestos raros e profundos como colocar-me no colo, mostrar-me mais uma obra, e passar-me a mão pelo cabelo, enquanto me mostravas mais fotos do meu pai, e que dizias sempre: "Estás igual ao teu pai"..., mas quis Deus levar-te para junto dele, somente na tua hora, naquela mais triste em, que o telefone tocou, e eu ouvi-te sussurrar baixinho que estava na hora de partir.
Tantos anos nos afastaram, tantos quais, o perdão, só talvêz agora me penetre!

De Joana Sousa Freitas a 19.11.2004 às 22:39

Não foi a uma filha...A um filho!

De Cetus a 26.03.2004 às 00:10

Azul é a cor do mundo, Azul é a cor do mar, Azul é a cor da minha vida, gostei muito do poema. Quando a tua filha nascer veste-a de azul, dá sorte.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2004

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031